Cinecartaz

José Miguel Costa

3 estrelas

"Colmeia", realismo social made in Kosovo.
Neste filme, baseado numa história veridica, a realizadora Blerta Basholli, relata-nos o drama quotidiano vivenciado pelas viúvas do meio rural, no pós-guerra de 1999.
Numa sociedade patriarcal profundamente machista, em que até o simples acto de conduzir um carro ou trabalhar para outrém lhes está vedado (independentemente das suas carências económicas), existe uma mulher (Fahrije) que inicia uma solitária revolução silenciosa contra estas regras implicitamente impostas, que levará à sua ostracização por parte dos restantes aldeões.
A "galdéria" (como passou a ser apelidada), cujo marido desapareceu há vários anos, teve a ousadia de sob os olhares raivosos dos machos montar um micro-negócio de produção de calda de pimento para venda num supermecado da cidade. A loucura!!!

Esta (simpática) primeira longa-metragem de Blerta Basholli excitou o festival de Sundance (de onde saiu com os prémios do júri, público e realização), apesar de dramaticamente tépida e destituida de "rasgo" (a nível narrativo e estético). Possivelmente, pela autenticidade das suas (submissas) personagens feministas, bem como pela mensagem de "empoderamento" transmitida.

Publicada a 10-05-2022 por José Miguel Costa