Menu
Crítica

Em nome do povo grego

Autor da crítica: Luís Miguel Oliveira

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Estranho filme este em que Costa Gavras narra, a partir do livro de memórias de Yanis Varoufakis, a longa batalha entre o Eurogrupo e o Governo do Syriza em torno da assinatura do “Memorando de Entendimento” que comprometia a Grécia em mais uma série de medidas draconianas para conter a “crise da dívida”. Para o franco-grego Gavras, que jovem deixou o país natal (o pai exilou-se em Paris por motivos políticos), este é o filme mais relacionado com uma temática “grega” desde o célebre Z — A Orgia do Poder, que há 50 anos (Gavras vai nos 86) foi crucial na sua aclamação como cineasta “político”.

Porque é que Comportem-se como Adultos é um filme estranho, duma estranheza, em parte, boa? Em primeiro lugar, porque não se imaginava que os relatos de Varoufakis e as descrições das reuniões com o Eurogrupo, a troika e demais representantes de organizações económicas e Estados europeus pudessem ser contados assim, na forma dum “thriller tecnocrata”, em longas cenas de duelos verbais e argumentação económica, e que isso até desse uma tensão de cortar à faca. Depois, porque não há caracterização psicológica nem perda de tempo com intrigas marginais, vai-se directo ao assunto e o assunto são reuniões e debates do foro político-económico.

As personagens tratam-se pelos nomes próprios (o Yannis, o Jeroen, o Wolfgang) e, como se para não perder tempo com explicações, Gavras aposta em sósias perfeitos dos membros desta galeria de figurões (onde se destaca o Schäuble de Ulrich Thukur, apenas um pouco mais Dr. Strangelove do que o original). É, obviamente, uma história de frustração, um longo embate contra a inflexibilidade europeia (e especialmente alemã), plenamente instalado nos meandros do poder. Em paralelo, uma crónica da relação Varoufakis/Tsipras, sendo que o antigo primeiro-ministro tem direito ao retrato mais ambíguo (mais perdido) de todos. No fim, uma legenda diz-nos que “o povo grego resiste heroicamente”. É em nome desse povo que se faz este bizarro filme-testemunho. 

Topo
Pesquisar
© 2011 PÚBLICO Comunicação Social SA