Menu
Comentários

Um Le Carré bem passado para filme

Nelson Faria, Sacavem 23-08-2016

Denunciar este comentário

A par de "Homem muito Procurado" o livro de Le Carré foi bem passado para filme. Em regra, os realizadores fazem más adaptações de Le Carré. A que considero melhor é a de Meireles ("O Fiel Jardineiro"), talvez tendo em vista a dramaticidade do tema - a indústria farmacêutica recorre a cobaias humanas para testes.

McGregor é um actor pouco valorizado e que faz muito pelos filmes em que entra. Recordo "O Escritor Fantasma"; lamenta-se, porém, que os editores cá do burgo subvalorizem Richard Harris e não tenham providenciado a versão portuguesa do livro- seria útil atendendo a que um maior número de pessoas ficaria a saber como os grandes líderes se comportam (neste caso faz-nos pensar em Blair).

Lewis é um actor pouco expressivo. É melhor em TV - não é mau, por exemplo, em "Segurança Nacional" e "Billions"(neste caso, ao lado de Giamatti, muito bom).

Filme muito razoável.

Escrever comentário:

Topo
Pesquisar
© 2011 PÚBLICO Comunicação Social SA