Menu
Comentários

Filme fiel ao estilo que Paolo Sorrentino nos habituou em “ A Grande Beleza”:

Paulo B., Vila Nova de Gaia 21-12-2018

Denunciar este comentário

Filme fiel ao estilo que Paolo Sorrentino nos habituou em “A Grande Beleza”: danças alucinantes, muita música em ambientes e décors barrocos - a lembrar muito vagamente o mestre Fellini. Banda sonora a valer meio filme. Muita, muita sensualidade.
Se estão à espera de ficar a odiar Berlusconi por tudo o que de mal se disse dele e que o filme aborda, desenganem-se. Sorrentino não cai no erro banal de demonizar Silvio Berlusconi, ou ficar num maniqueísmo fútil entre o bem e o mal. “Mas não são todos corruptos?” é a pergunta que se faz algures no filme. O ex-primeiro ministro Italiano aparece como um tipo Cool, carismático, corrupto é certo, mas fazendo parte de um sistema eminentemente corrupto.

Escrever comentário:

Topo
Pesquisar
© 2011 PÚBLICO Comunicação Social SA